Depoimento sobre a minha experiência no Peru

. .
Texto escrito por Eva Fagundes, nossa voluntária que esteve em novembro de 2017 em Arequipa no Peru.

Quem me acompanhou pelos stories, instagram ou qualquer outra rede social pode acompanhar de perto Minha experiência com a Exchange do Bem, uma agência que dá a oportunidade para ajudarmos o mundo a ser um pouco melhor, ou seja, em outras palavras, a fazer um trabalho voluntário! voluntariado no peru

MINHA EXPERIÊNCIA COM A EXCHANGE DO BEM voluntariado no peru

Antes de contar como foi toda a Minha experiência com a Exchange do Bem, quero explicar um pouco mais sobre a Exchange!

A Exchange do Bem é uma agência de intercâmbio social que conecta voluntários com diversos projetos ao redor do mundo. São mais de 50 opções na África, Ásia e América Latina para você realizar seu trabalho voluntário no exterior ou até mesmo aqui no Brasil (Amazônia). Além disso, destina 10% do seu lucro para investimentos ligados à educação no Brasil, além de fazer diversos outros projetos durante o ano.

Super bacana não é mesmo? Então agora que está um pouco explicado, pois dá para você pegar todas as informações necessárias com o Edu Mariano, vou contar para vocês da Minha experiência com a Exchange do Bem.

COMO RESOLVI FAZER INTERCÂMBIO SOCIAL? voluntariado no peru

Sempre foi um sonho fazer um intercâmbio social, ou seja, um trabalho voluntário, mas nunca tive tempo, e tenho que admitir também nunca tinha encaixado a minha coragem e aquele “vamos que é agora!”, até que este ano, por questões pessoais de trabalho acabei tendo um tempo a mais, e aí pensei: Chegou a hora!!

Como já tinha essa vontade há tempos, já sabia as agências que me agradavam, e as que eu poderia confiar, afinal… um trabalho desse não dá para fazer sem você nem saber o background da empresa né? Resolvi então mandar um email para o Edu Mariano, fundador da Exchange, e a forma que ele me respondeu o e-mail já me ganhou, por ser super solidário e prestativo em tirar todas as informações que eu queria.

Foi assim que começou a Minha experiência com a Exchange do Bem.

E O LUGAR? PARA ONDE FUI? voluntariado no peru

Para escolher o lugar foi bem difícil, pois minha vontade inicial era ir para o Sri Lanka ou para o Quênia, mas por questões financeiras acabei escolhendo um lugar mais próximo: o Peru! E tenho certeza que foi a melhor escolha que eu fiz, pois acredito que fui para o lugar certo!!

O trabalho voluntário no Peru é perfeito para quem deseja um destino com baixo custo e grande inserção cultural. Lá acabei escolhendo fazer a minha experiência com a Exchange do Bem, na Casa Hogar Torre Fuerte, um local onde os fundadores são membros da igreja cristã (mas não se preocupe pois você não precisa ser cristão para ir!), e que cuidam muito bem das meninas que são colocadas lá.

No local ficam apenas meninas, sim, só meninas! que foram vítimas de abusos ou negligência pelas suas famílias, e quem manda as meninas para a Casa Hogar são as autoridades peruanas. São aproximadamente 34 meninas que estão lá, mas esse número pode variar bastante, pois você na verdade não tem muito como saber quando elas vão entrar ou sair!!

Leia também: Qual o melhor país? Trabalho voluntário na África

E o melhor da escolha do Peru é que além de ajudar essas meninas incríveis, vamos combinar que lá é um país incrível e que tem mil e uma coisas (e tem mesmo!) para se fazer! Seja na cidade de Arequipa, onde fiquei hospedada, seja nos arredores ou até mesmo ir para Machu Picchu, que fui conferir!!

A cidade de Arequipa em si me surpreendeu muito, pois eu não esperava tudo aqui de lá, e vou te contar que fiquei com vontade de ficar muito mais tempo, por ser uma cidade completamente agradável e por ter bastante coisa para fazer por perto.

O TRABALHO VOLUNTÁRIO EM SI: voluntariado no peru

A missão do programa de voluntariado é devolver às niñas que estão na Casa Hogar a infância que lhes foram tiradas, pois vou te contar que algumas das histórias que a gente acaba sabendo são bem pesadas, daquelas que te aperta o coração de verdade, e que não dá para entrar na sua cabeça o motivo de aquilo acontecer.

Mas do mesmo jeito que existem pessoas ruins no mundo, também existem pessoas muito boas, e é aí que entram os voluntáriados, no caso, dessa vez fui eu! Então eu acabava auxiliando em pequenas coisas, como as tarefas da escola, ajuda da limpeza, levava cadernos de pintura para elas, jogava e brincava, e o principal: dava muito amor e carinho, uma coisa tão simples de se fazer, mas que é tão importante para elas.

Confesso que no começo não sabia direito o que elas iam esperar de mim, e como eu poderia auxiliar e aproveitar e dar ao máximo na Minha experiência com a Exchange do Bem. Mas assim que cheguei e entrei na casa, não tive nenhuma dúvida: eu estava fazendo a coisa certa!

Quando as meninas vem correndo para te abraçar, te beijar, e você percebe que realmente elas estão felizes de você estar lá, a alegria fica estampada na sua cara, na hora. Chega a ser impressionante. E quando você retorna a Arequipa do no fim do dia, sim.. você está exausta, mas não teve um sequer dia que o meu coração não estava completo e feliz.

Leia também: Como fazer intercâmbio voluntário em 6 passos?

Não passei perrengue em momento algum lá (a não ser o hostel, que não tinha jovens por lá, mas que na cidade tinha muuuuito, então era só sair para caminhar). Em todos os momentos, seja antes de eu ir, seja quando eu estava lá e até mesmo quando cheguei tive todo o auxílio e ajuda do pessoal da Exchange do Bem e também do Volunteers Of Peru, que é a fundação que faz todo o trâmite de voluntariado por lá.

Qualquer dúvida que eu tinha, ou qualquer vontade, eu conversava com o pessoal, e eles viam o melhor de como aquilo poderia ser feito ou resolvido. O profissionalismo de ambas as empresas, além das meninas que ganharam meu coração só me fizeram acreditar que o mundo pode ser melhor, e que eu farei mais trabalhos voluntários sim!

Então, a Minha experiência com a Exchange do Bem foi mais do que perfeito, mais do que feliz e muito mais do que eu sonhava. Aconselho a todo mundo a ceder um pouco do seu conforto, sua vontade e sua energia para crianças que realmente precisam, pois eu te garanto que o retorno será mil vezes maior! voluntariado no peru