Como um intercâmbio voluntário pode influenciar sua carreira

. .

Sempre falamos por aqui que o intercâmbio voluntário pode ser transformador para sua vida e carreira. Por isso, hoje trouxemos um depoimento de quem está passando por essa mudança.

O Thiago foi voluntário em 2018 no Quênia e, enquanto pensava na transição de carreira, afirma que seu voluntariado contribuiu para essa decisão.

Então, preparamos algumas perguntas e vamos compartilhar com vocês! 

Uma experiência transformadora que foi além da viagem

  1. 1. Qual era sua área de atuação antes do intercâmbio voluntário?

Na época da minha primeira viagem eu trabalhava na área financeira de uma multinacional na minha cidade natal, o Rio de Janeiro.

  1. 2. Qual era sua relação com viagens e trabalho voluntário? Já conhecia essa possibilidade?

Eu tinha a vontade de juntar as duas coisas, mas não sabia bem como. Deixava o trabalho voluntário como algo de final de semana e as viagens de férias sem nenhuma conexão.

Gostei muito dessa junção! E o melhor.. sem “culpa” nenhuma, afinal o turismo gera muitos empregos e alimenta muitas famílias (dados pré-pandemia, aproximadamente 9% dos empregos no Quênia eram neste setor).

  1. 3. O que te motivou a fazer um intercâmbio voluntário?

Durante muito tempo eu tive a vontade de fazer algum trabalho voluntário na África, talvez por sentir que poderia deixar uma contribuição maior. Além disso, sempre sonhei em visitar o continente a turismo. 

  1. 4. O que mais te impressionou quando você chegou ao Projeto no Quênia?

O estado muito precário que eles viviam e, ao mesmo tempo, a felicidade que demonstravam.

Intercâmbio voluntário e carreira
  1. 5. Quais eram as suas principais atividades e responsabilidades nesse voluntariado?

Como o projeto era muito precário, não havia uma função específica. Fazíamos de tudo um pouco, de acordo com a demanda.

Por escolha minha, depois de encerrada minha viagem com a Exchange, acabei me envolvendo mais profundamente e ajudei, então, na gestão do orfanato e na construção de uma casa própria, até me desvincular no início de 2021.

Conheça todos os projetos no Quênia

  1. 6. Houve algum momento específico durante seu voluntariado que te fez repensar na sua vida, de modo geral?

É importante deixar claro que esse processo é completamente diferente de pessoa para pessoa, mas para mim não foi houve um momento específico e pontual para a decisão de mudança de carreira. De vida, então, nem se fala! Entendo que essa é uma transformação muito mais profunda e requer muita reflexão.

Porém, no final do dia, sempre que chegava na casa onde estava hospedado, eu tinha um certo choque com todo aquele contraste e ficava revisitando as dificuldades que as crianças viviam no decorrer do dia e todo o carinho que elas sempre estavam dispostas a entregar.

  1. 7. A decisão da mudança de carreira veio durante ou depois do seu intercâmbio voluntário?

A reflexão sobre meu momento de vida já havia começado, pelo menos, uns 2 anos antes. Mas certamente, a minha experiência no Quênia foi um momento muito importante e contribuiu para a minha posterior decisão de mudança de carreira.

  1. 8. Atualmente, qual sua área de atuação?

Em 2021 iniciei uma transição para o 3º setor – transição essa que ainda está em curso. Atualmente, faço parte de uma ONG que trabalha com crianças de rua no Senegal, o Chemin Du Futur, e estou também num projeto de curta duração na área social da Coca-Cola Brasil.

Ainda não cheguei num “equilíbrio”, mas já havia me planejado financeiramente para isso. Sou extremamente grato pela carreira que tive, mas estou muito (!) feliz com essa mudança e ansioso para os próximos capítulos.

  1. 9. Você acredita que sua participação no projeto te fez desenvolver habilidades que te ajudam na vida pessoal e profissional?

Sem sombra de dúvidas! Em especial, a capacidade de mobilização e resiliência.

Como já fui muitas outras vezes à África depois disso, pude também entender bastante sobre a cultura local e, como não podia deixar de ser, tive a chance de entender mais de mim mesmo.

  1. 10. Por fim, deixe uma mensagem para quem está passando pela mesma situação que você passou.

  2. Primeiramente, se você nunca fez um trabalho voluntário, faça.

  3. Se nunca foi à África, vá! Se deixe viver essa experiência e esteja certo que será muito prazeroso. Tenho certeza que isso vai te marcar para sempre.

    Sobre mudança de carreira e, em especial, mudança de vida, é importante ter em mente que isso acontece de dentro pra fora, ou seja, precisamos refletir bastante sobre todas essas emoções que vivemos e estar abertos ao que vier.

    Não sou especialista no assunto, mas estou totalmente à disposição para conversar mais a respeito (podem mandar um DM no Instagram @thiago.cipriani).

Leia também: Como descobrir seu propósito de vida e carreira

O intercâmbio voluntário pode te ajudar na sua transição de carreira e em mudanças na sua vida que você nem imagina! Por isso, que tal dar o primeiro passo para essa transformação?

Se você ficou com vontade de conhecer e fazer intercâmbio voluntário, conte conosco para te ajudar em todas as etapas! 

Faça parte dessa comunidade de voluntários que só cresce e ajude a transformar o mundo num lugar mais justo e solidário.