Minha Experiência com a Exchange do Bem!

. .

A minha experiência com a Exchange do Bem foi boa desde o início. Procurava algum trabalho voluntário na minha área, a Odontologia, pois estava me formando e queria associar a nova carreira com o “fazer o bem”. Certo, mas havia um porém, eu como recém-formado não tinha dinheiro e tive que recusar a proposta inicial, não somente da Exchange mas também de outras agências.

Nesse momento conheci a verdadeira Exchange, a que se importa com seu voluntário, a que quer proporcionar experiências e não somente lucrar com a “boa vontade” do seu cliente, então a empresa se dispôs a conversar comigo, e sim, foi a única que não desistiu de mim.

A Exchange me conheceu e juntos descobrimos outros projetos que eu também me interessava – aqui eu já estava totalmente apaixonado – e assim decidi ir para a Costa Rica, em um projeto para conservação de tartarugas marinhas. Pois é, um dentista cuidando de Tartarugas? Sim. E foi perfeito.

O pré-viagem foi sempre muito claro, nunca sofri com as dúvidas, mesmo não sabendo para qual dos projetos iria eu sabia que estava tudo sob controle. Assim que me passaram o local exato em que eu ficaria as dúvidas surgiam cada vez mais, mas sempre foram muito bem esclarecidas pela Equipe Exchange do Bem.

destino-exchange-do-bem

A semana da viagem finalmente chegou, tudo estava organizadíssimo, eu sabia cada passo que tinha que dar desde o momento que eu saísse da minha casa. Mesmo assim, para aumentar minha confiança e segurança eles criaram um grupo de conversas com o objetivo de “qualquer coisa nos chame”.

Experiência na Costa Rica

A minha experiência na Costa Rica foi inexplicável. Eu sou imensamente grato por essa oportunidade. Acreditem eu não vi Tartaruga, isso mesmo o que você leu. Fui em um projeto de conservação de Tartarugas e elas que não foram, mas e daí? Foi maravilhoso mesmo assim.

Meus trabalhos lá se baseavam em monitorias na mata. Pude ver muitas espécies de répteis, anfíbios, aves e mamíferos, sempre catalogando para o projeto. Também ajudei no início da confecção de uma incubadora para os ovos de tartaruga. Além disso, pude ajudar na construção de novas acomodações para o alojamento. Mas nem tudo se baseou em trabalho. Joguei vôlei, pesquei, fui à praia, mas principalmente, aprimorei (e muito), meu inglês e espanhol.

Resumindo, foram os melhores dias que eu poderia viver. O alojamento era simples, mas muito bem cuidado, funcionários excepcionais e comida maravilhosa.

Quero muito uma próxima experiência com a Exchange do Bem, pois eu sei que não irei me decepcionar. ¡Pura Vida!

TEXTO ESCRITO POR CARLOS CORTINA, NOSSO VOLUNTÁRIO QUE ESTEVE EM FEVEREIRO DE 2019 NA COSTA RICA!

voluntariar na costa rica