O seu dinheiro em uma causa nobre

. .

Você que nos acompanha já sabe que a Exchange do Bem é uma agência de intercâmbio social que conecta voluntários com diversos projetos ao redor do mundo.  Com a Exchange, você pode realizar o seu trabalho voluntário com crianças ou animais, de acordo com o seu perfil. 

Mas se são projetos de voluntariado, por que deve ser pago? Muitas pessoas confundem trabalho voluntário com viagem gratuita. Porém, são duas coisas bem diferentes. Trabalho voluntário significa que é algo espontâneo, que você escolhe fazer porque quer, por prazer ou por causas nobres e pessoais.

Quais são os custos?

Acontece que, quando você, literalmente, embarca em um projeto como esse, tem custos. Custos com passagem aérea, transporte, orientação, hospedagem e alimentação. Os programas sociais que apoiamos não conseguem arcar com esses gastos e alguns, ainda, recebem como doação parte da taxa que cobramos para manter suas atividades. Também há uma taxa de administração que cobre impostos, campanhas de marketing, apoio aos voluntários, gastos com comunicação e inspeções dos projetos.

Certo, mas para onde vai o dinheiro que estou investindo? Qualquer um, no seu, lugar iria querer saber sobre isso. Dessa forma, decidimos detalhar tudo para que você entenda melhor. A transparência é muito importante para a Exchange do Bem.

Se você já olhou os valores que estão em nosso site, deve ter notado que há projetos com preços diferentes. Por exemplo, alguns projetos na África do Sul custam o dobro dos projetos de Gana. Isso tem uma explicação. O primeiro motivo é a força da moeda. O rands sul africano vale bem mais que o cedi ganês. Isso significa que tudo é mais caro na África do Sul quando comparado a Gana.

Porém, a principal razão é quem oferece o serviço. Como muitos voluntários são enviados para a África do Sul, não seria possível dar um suporte de qualidade apenas com poucos coordenadores da Exchange do Bem. Por isso, nós temos duas empresas parceiras que auxiliam os voluntários em todos os momentos da viagem. Isso inclui recepção no aeroporto, orientação, acomodação, transporte diário para o projeto, assistência local etc. Também na Índia, Sri Lanka, Vietnã e Tailândia, contamos com uma empresa para dar suporte aos voluntários.

Voluntários

Para onde vai o valor do investimento?

Agora, vamos detalhar para onde vai o valor que você investe ao viajar com a Exchange do Bem. É importante destacar que as porcentagens abaixo (Transparência de Valores) são uma média geral. Normalmente, nos projetos mais caros, a porcentagem que fica com a Exchange do Bem, para cobrir os demais gastos, varia entre 20% e 25%. Na média geral, o normal é ser 30%.

Isso significa que 70% dos valores que os voluntários pagam é destinado para as companhias áreas, seguradoras ou ficam no país escolhido – o que ajuda para fomentar a economia local e na geração de empregos. Dentro desses 70%, estão incluídos todos os gastos que o voluntário terá no projeto e, também, alguns projetos recebem uma parte desse valor como doação. Sempre que tem doação para o projeto, nós escrevemos no “o que está incluído”. Se a doação não é um item incluído, isso significa que o projeto não recebe doação direto da taxa que cobramos. Porém, pode receber doações esporádicas da Exchange do Bem.

E o lucro?

Se 70% fica no país que o voluntário escolheu, quer dizer que 30% é o lucro da Exchange do Bem? Errado! Esse valor é para cobrir os gastos que normalmente ficam escondidos. Em torno de 11% do valor pago é para cobrir os gastos administrativos e comerciais. Ou seja, luz, água, telefone, aluguel, salários e comissões. Também, em torno de 9% é investido em marketing (agência e investimentos no Google Adwords, Facebook Ads e feiras de intercâmbio). 

Além disso, 4% do valor bruto é destinado para pagamento de impostos. Gastos com contador e financeiros (bancos, boletos e taxas de cartão de crédito) consomem cerca de 1% do valor, pois a grande maioria dos voluntários parcelam sem juros no boleto bancário. Quando é usado o cartão de crédito, as taxas variam entre 4,3% a 13% do valor bruto, dependendo do número de parcelas, então consome boa parte do valor cobrado. O lucro que a Exchange do Bem tem gerado é destinado para inspeção de novos projetos. Como ainda é baixo, essa busca vem acontecendo de forma lenta.

Por fim, tem o kit viagem mais amado do Brasil, que consome 1% do valor que o voluntário investe. Esse kit é enviado a todo voluntário com uma carta, uma tag de mala, um caderninho, uma caneta, um porta-passaporte e uma camiseta da Exchange do Bem. Tudo isso dentro de uma caixinha personalizada.

Entenda na prática

Então, agora que você ficou por dentro de todos os gastos envolvidos, sabe qual é o lucro da Exchange do Bem? 3%. Isso significa que apenas 3%, de tudo que cobramos, é o que realmente fica com a agência. Esse valor não é distribuído aos sócios, pois eles abriram mão da participação dos lucros para poder investir mais na busca de novos projetos. 

Transparência dos valores

Mas você ficou confuso? Então vamos citar um exemplo na prática. Em uma viagem para Gana, que aconteceu em fevereiro de 2018, começamos a construção de um sistema de drenagem no orfanato. Organizamos e pintamos quartos, criamos um campo de futebol. Também colocamos telas nas janelas, instalamos prateleiras, varal e, o mais importante, distribuímos muito amor às crianças. Além disso, empregamos sete pedreiros locais e injetamos mais de R$25.000,00 na economia de Gana. Com isso, cerca de R$ 8.500,00 diretamente para a obra do sistema de drenagem.

Sobretudo, prezamos pela transparência, abaixo você consegue ver como foram usados os valores investidos pelos voluntários para realizar a viagem. Assim sendo, lembramos que as porcentagens variam, pois na tabela acima usamos a média geral e abaixo é um exemplo do que aconteceu na prática em uma viagem específica.

Transparência dos valores

E então, ficou mais simples entender para onde vai o seu dinheiro em uma viagem como essa? Participe você também. Escolha o seu projeto e ajude a transformar vidas. Tudo que é feito com amor, vale muito a pena.

Baixe nosso guia do voluntariado