Entrevista com voluntária – Streetwise Soccer – África do Sul

. .

Quer saber mais sobre como participar de um voluntariado na África do Sul com futebol?

Todo voluntário vive uma experiência transformadora em seu intercâmbio social. Seja sozinho, com  os amigos, ou em grupo, cada um tem sua única visão do que viveu. Por isso, resolvemos entrevistar alguns de nossos voluntários, com um bate papo informal, para contar mais sobre cada experiência.

voluntariado na áfrica futebol

Assim, nesse texto, apresentaremos a entrevista da Juliana Jermolajevas Aboud, ela tem 35 anos, mora em São Paulo e viajou com mais 3 amigas, para vivenciar essa oportunidade. A Ju embarcou nessa com a gente em outubro de 2019, e voluntariou por 4 semanas no Projeto Streetwise Soccer – África do Sul.

Entrevista com a voluntária do Streetwise Soccer – África do Sul

1.      Você se sentiu segura antes do início de seu programa? E durante?

Antes do início do programa eu tinha um pouco de receio, por ser um local desconhecido. Assim como qualquer outra viagem, a insegurança fez parte dessa também. Ao chegar no hostel, as orientações foram assertivas e explicaram bem a questão de segurança, cultura e dicas.

Sobre a segurança do país, é preciso ter as mesmas cautelas daqui do Brasil, que não é considerado um lugar seguro. Então é necessário e MUITO importante seguir à risca as instruções que a equipe local passar aos voluntários.

2.      O que mais te impressionou quando você chegou ao projeto de voluntariado na África do Sul com futebol?

O que mais me impressionou foi a quantidade de amor e carinho que nós fomos recebidas no projeto. Inegavelmente as crianças sem nem nos conhecerem, já nos abraçaram, pularam no nosso colo, tocando nosso cabelo, acariciando nosso rosto e admirando a gente pelas diferenças físicas.

Acima de tudo me impressionou bastante o amor, o carinho e acolhida por parte das crianças, em relação a nossa presença.

  1. 3.      Como nosso material pré-embarque lhe ajudou no dia a dia do projeto?

O material é essencial. Como a experiência é de certa forma assustadora, por estar indo para outra cultura, outro continente, por estar longe das pessoas que conheço, da minha cultura e dos meus costumes. Assim, ler todo o material me ajudou bastante.

4.      Como foi o seu primeiro dia de atividades?

O primeiro dia a gente sempre chega mais tímido, né? De certa forma sem saber ao certo o que fazer e como interagir, mas aos poucos tudo foi fluindo. Não tem erro. 😊 A espontaneidade das crianças nos deixou muito mais à vontade e as coisas fluíram super bem. Assim foi nosso primeiro dia nesse programa de voluntariado na África, com futebol.

voluntariado na áfrica futebol
  1. 5.      Como eram as refeições durante o seu intercâmbio? O que você comia?

Eu gosto bastante experimentar a comida local. Então eu visitei muitos restaurantes no dia a dia para conhecer a culinária do país.

O café da manhã era no próprio hostel e já estava incluso. Levávamos um lanchinho para o projeto: gente ia no supermercado pertinho comprava pão, frios e por volta do meio dia, no intervalo das aulas, a gente comia. Depois disso, a gente só ia comer de noite. A janta já fazia parte do pacote do programa. Dessa forma a gente conseguia economizar durante a semana e aproveitar para ir em restaurantes no final de semana.

Um ponto importante que eu gostaria de ressaltar é que eu sou vegetariana. Antes de embarcar eu tinha medo sobre conseguir me alimentar de uma forma boa e saudável. Em conclusão, deu tudo certo! A cultura local em bastante costume em comer cogumelos e sempre tinha uma boa opção. Então eu super recomendo, não teve erro!

6.      Quantos dias na semana você trabalhou? voluntariado na áfrica futebol

O trabalho era de segunda a quinta-feira, geralmente das 9h às 15h.

7.      Quais eram as suas principais atividade e responsabilidades nesse voluntariado na África com futebol?

A gente ficava na aula de educação física, na quadra da escola local. Como fomos em 4, a gente se organizou e montou algumas atividades específicas para as crianças. Propusemos atividades funcionais, como sprints, saltos, corridas. E nesses exercícios a gente estava sempre motivando as crianças e os engajando para participar.

Organizávamos os times e dávamos o suporte em todos os esportes que eles praticavam. Definitivamente a gente fazia questão de jogar futebol por lá, para incentivar as meninas e mostrar que não existe esporte de homem e esporte de mulher. Todos podem participar daquilo que gostam.

A gente tentava entender quais esportes agradavam mais e propusemos algumas brincadeiras para crianças menores, como batata quente e para os maiores, queimada. 

voluntariado na áfrica futebolvoluntariado na áfrica futebolvoluntariado na áfrica futebol

Como cada dia da semana são turmas de crianças com idades diferentes, a primeira semana usamos mais para conhecer e nos habituar. Posteriormente na segunda semana já foi muito mais proveitosa e conseguimos impactar bastante levando muita diversão e carinho para as crianças através dos exercícios, esportes e brincadeiras. =)

8.      O que você fazia no seu tempo livre?

Conhecemos muitos lugares legais.

Visitamos o hospital que fez o primeiro transplante de coração no mundo. Fomos na Long street e também em feirinhas e galerias fazer compras de artesanato. Por exemplo, visitamos diversas vezes Camps Bay e outras praias próximas. Fizemos algumas trilhas, para quem gosta é um prato cheio. Ainda fizemos um safári no fim de semana, que foi maravilhoso. Chegamos a assistir o jogo da copa sul africana no estádio de futebol da Copa do mundo. Eu escolhi um time local e vi “meu time” ganhando foi incrível. Visitamos a Robben Island onde Nelson Mandela ficou preso e conhecemos um pouco mais o contexto histórico.

voluntariado na áfrica futebolvoluntariado na áfrica futebolvoluntariado na áfrica futebol

Uma das coisas que mais gostei foi assistir pôr do sol de lugares estratégicos. Com toda certeza assisti os mais bonitos da minha vida! Existem vários lugares ótimos para isso lá.

Outro programa que eu curti muito foi o de degustação de vinhos. Os vinhos lá são maravilhosos. Pude fazer uma degustação de vinho com sorvete que foi incrível.

Eu brinco falando que precisava de umas férias das férias, porque eu voltei para o Brasil super cansada. Mas um cansaço muito bom. Uma sensação de ter aproveitado a vida de forma intensa. Tudo com certeza valeu MUITO a pena. 

9.      Qual foi o ponto alto de seu intercâmbio social na África do Sul com futebol?

Posso dizer que dois momentos foram auges na minha experiência de voluntariado com futebol na áfrica!

O primeiro deles: Tivemos a sorte de estar na África do Sul em meio a copa do mundo de Rúgbi. E o time de lá, os Springboks são muito fortes e eles estavam na final. O jogo da final foi Inglaterra VS África do Sul. Sobretudo, foi um jogo muito significativo, eram os colonizadores contra os colonizados. E o Rúgbi é para África do Sul, como o futebol para o Brasil. Incrivelmente o país inteiro se mobiliza. As pessoas saem nas ruas com bandeiras e vestindo a camisa do time. Nesse sentido, a energia foi incrível! A cada ponto que a África do Sul fazia, todo mundo vibrava, inclusive eu.

Foi nessa hora que eu senti na pele o significado da palavra Ubuntu, que significa pertencimento. Eu me senti pertencendo àquele lugar. As pessoas se abraçavam, vibravam. Eu me senti torcendo pelo meu país com muita energia. Ou seja, foi bem emocionante.

O outro ponto foi no último dia de voluntariado. De uma forma geral, a última semana foi apenas de despedida, pois a cada dia eram turmas diferente para nos despedirmos. Mas no último dia, eu voltei chorando para o hostel, na van. Foi nessa hora que percebi o quanto de vínculo eu já tinha criado, e quanta coisa bacana já tínhamos vivido.

Nós recebemos um certificado de agradecimento do responsável da escola e ser reconhecida assim foi muito bacana. Em outras palavras, eu vi como tudo aquilo tinha impactado positivamente a nossa vida e a vida deles. Aquela troca foi muito forte.

10.  Por fim, deixe uma mensagem para os próximos que quiserem participar desse projeto de voluntariado na África do Sul, com futebol.

Bom, eu acho  que a primeira mensagem é que vale muito a pena. Vale a pena cada segundo. Seja como for, em diversos sentidos tem um ganho e para todos os lados. É um ganha-ganha incrível. As crianças têm um ganho de carinho, amor, ensinamento, habilidades e afeto, e outros diversos fatores. Seja pela motivação ou pelo incentivo de acreditar e incentivar os sonhos delas.

O impacto positivo que um intercâmbio voluntário gera na vida de todas as pessoas envolvidas, é grandioso. Acredito que as pessoas não deveriam hesitar. Às vezes ficamos pensando muito e se questionando se devemos ou não.

Esse é o tipo de coisa que você deve ir lá e fazer. E depois que você faz, você se pergunta: por que eu não fiz isso antes? É uma experiência incrível. É história para vida. Muito marcante.

voluntariado na áfrica futebol

Então, meu recado é: não hesitem: just do it!

O projeto – Streetwise Soccer – África do Sul

Localização: Cape Town, África do Sul

Esse é um projeto estruturado e que a comunidade reconhece o seu valor! Tão importante quanto a língua, são as habilidades físicas e o conhecimento técnico em algum esporte. As crianças amam os voluntários!!

Elas respeitam e se engajam mais no esporte quando os voluntários participam dos jogos. A acomodação desse projeto é um hostel, numa região bem central de Cape Town. Você provavelmente terá contato com mais voluntários de outros países. 

Para conhecer mais sobre o projeto sobre voluntariado com futebol na África, basta visitar a nossa página do Projeto Streetwise Soccer.

** Em função da pandemia, esse projeto só está recebendo voluntários a partir de 2022.