Intercâmbio Social: a cultura de cada país

. .

Conheça alguns destinos e viva a experiência.

Você já fez ou pensou em fazer intercâmbio? A partir da década de 90, a globalização e o avanço das tecnologias tornaram esse tipo de experiência bem mais conhecida e, consequentemente, acessível a um maior número de pessoas. O tempo foi passando e o interesse, por essa modalidade de viagem, aumentando.

Atualmente, quando falamos em intercâmbio, pensamos logo no ato de passar uma temporada fora, no exterior, estudando, trabalhando, ou os dois. São vários os tipos de intercâmbios disponíveis hoje no mercado, e isso é ótimo. Pesquisando, você vai encontrar high school, au pair, trabalho + estudo, estudo + viagens, trabalho voluntário, estágio/trainee e curso de idioma. Sem dúvida, o curso de idioma é o mais procurado e, além de receber o certificado, é muito mais gostoso aprender uma nova língua em seu país de origem.        

Agora, ter essa experiência, aprendendo um novo idioma e uma nova cultura e, além disso, ajudar outras pessoas é ainda melhor. Estamos falando é de intercâmbio social, que é o trabalho voluntário no exterior. Você pode escolher o programa ou país que mais se parece com o seu perfil ou que atenda os seus objetivos. Exemplos? Você pode cuidar de animais, trabalhar com crianças nas escolas ou em comunidades, pode ajudar na conservação do meio ambiente ou, então, desenvolver ações humanitárias.

O legal de tudo isso é que, além do trabalho voluntário, você pode aproveitar para conhecer a cultura de cada local, o que vai tornar a sua viagem ainda mais interessante.

Conheça um pouco de cada cultura dos locais nos quais você pode fazer intercâmbio. Escolhemos alguns exemplos. Se quiser saber mais, clique aqui e acesse o nosso site. É só você definir o programa e o país de sua preferência, que a Exchange do Bem organiza a sua viagem. Entre no site e faça o seu cadastro.

 

Cultura nos países de intercâmbio

Gana: Originado do Antigo Império de Gana, controlava parte da África durante a Idade Média. Recheada de história. Indo até o país, é possível conhecer os locais onde os escravos ficavam alojados antes de serem levados para o novo continente. A nação de Gana está na lista de 50 países com piores índices de desenvolvimento humano (UNDP, 2015). Para reverter essa situação, trabalhamos com projetos em quatro diferentes área: proteção à infância, proteção aos animais, saúde e educação.

África do Sul: O país conta com uma enorme biodiversidade, diferentes culturas, idiomas e crenças religiosas. No total, são 11 línguas oficiais, porém o inglês é amplamente falado. Enquanto os voluntários ajudam, eles também podem aproveitar para conhecer as belas praias e safaris do país. 

Índia: Enquanto os voluntários ajudam a minimizar as dificuldades do destino, eles também podem conhecer famosos monumentos como o Taj Mahal, um dos mausoléus mais conhecidos do mundo, entre outros locais históricos e religiosos. Dependendo da época do ano, é possível presenciar um dos eventos mais imperdíveis do país, o Holi (Festival das Cores), que comemora a chegada da primavera com muita diversão e tinta para todos os lados.

Nepal: Conhecido também pelos aventureiros por suas belas trilhas, no Nepal se situa o Monte Everest, o pico mais alto da terra. Para mudar a realidade do país, nós apoiamos projetos em diferentes causas. A diversidade de etnias dentro do mesmo país e a hospitalidade dos locais encanta qualquer viajante – impossível não deixar parte do seu coração no Nepal.

Quênia: A cultura é um dos grandes atrativos do país formado por 43 tribos diferentes que criam um ambiente de diversidade. Porém, o país ainda sofre com a pobreza e um baixo grau de desenvolvimento humano. Para amenizar, trabalhamos com projetos em diferentes causas. Enquanto nossos voluntários ajudam os projetos sociais, trabalhando para trazer alívio e esperança para o povo queniano, eles também poderão visitar as praias e os excelentes safaris para conhecer a vida selvagem dessa nação.